Iniciadas as obras de implantação de parque urbano na área do antigo IPPOO

10 de maio de 2021 - 15:06 #

Texto: Airton Lima

Já estão em execução os serviços preliminares de engenharia que vão transformar o terreno e o entorno do antigo Instituto Penal Professor Olavo Oliveira I (IPPOO I), desativado em 2013, em mais um espaço da capital cearense revitalizado pelo Governo do Estado.

A região localizada no bairro Itaperi, na Avenida Bernardo Manuel, será requalificada e vai receber uma área de aproximadamente 30 mil metros quadrados (m²) totalmente urbanizada, conforme projeto concebido e executado através da Superintendência de Obras Públicas (SOP).

O conceito adotado para a transformação do antigo presídio é o de um parque urbano, com areninha, brinquedopraça, academia ao ar livre, rampa de skate, quadras poliesportivas até uma biblioteca comunitária, um anfiteatro e quiosques. O parque terá múltiplas opções para estimular o desenvolvimento saudável, o aprendizado, e a prática de exercícios físicos para crianças e adultos.

“É uma área que vai passar por uma grande transformação. Retiramos um presídio, o antigo IPPOO, para requalificar a região para instalar um parque urbano onde constarão diversos equipamentos voltados para o lazer e também para a prática do exercício físico. Além de fomentar a economia do entorno, estimulando a criação de novos negócios”, destaca o superintendente adjunto de Edificações da SOP, Celso Lelis.

As ações iniciaram com serviços preliminares, a instalação do canteiro de obra e a movimentação de terra. Com investimentos de R$ 8 milhões, a urbanização da área do antigo IPPOO tem previsão de entrega para 2022.

Estão em planejamento intervenções na Rua Holanda, que facilitarão o acesso entre o parque e o Hospital Universitário do Ceará – equipamento a ser implantado também no Itaperi, no campus da Universidade Estadual do Ceará (Uece) – cujas obras também já estão em execução.
“Com a requalificação já estamos prevendo a ampliação da via, para ter duas faixas independentes, justamente porque ela também vai dar acesso ao futuro Hospital Universitário que será construído no terreno da Uece”, Denise Sá Barreto, arquiteta da (SOP).